Kooltuga

Kooltuga

Kooltuga

subscribers

Beat-tape em formato vídeo com instrumentais que foram produzidos durante os últimos meses. Andava a experimentar formas de juntar imagens aos instrumentais, de forma que pudessem servir de um retrato visual reconhecidamente português, assim como todos os samples utilizados.

01 - Intro - 0:00
02 - Beat 01 (Simone de Oliveira) - 0:14
03 - Beat 02 (Marco Paulo / Mário Viegas) - 2:26
04 - Beat 03 (Piedade Fernandes) - 7:10
05 - Beat 04 (José Cid) - 9:40
06 - Beat 05 (Simone de Oliveira) - 11:47
07 - Beat 06 (Iodo) - 13:43
08 - Beat 07 (FM) - 15:18
09 - Beat 08 (Danças Ocultas) - 16:58
10 - Beat 09 (Shila) - 18:28
11 - Beat 10 (Paco Bandeira) - 21:27
12 - Beat 11 (Luís Bettencourt) - 23:08
13 - Beat 12 (Roquivários) - 25:26
14 - Beat 01 (Isabel Silvestre) - 27:13
15 - Outro - 30:05

Produção: Kooltuga
Música/Beats: Kooltuga

Créditos das imagens video:
- A Fábrica e Nada (2017)
http://www.terratreme.pt/projects/the...

As imagens foram retiradas do filme português da Terratreme Filmes; 'A Fábrica de Nada / The Nothing Factory', realizado pelo Pedro Pinho.
Um filme altamente recomendado, tanto pela cinematografia como pelo fiel retrato da resistência dos operários na sua luta pela subsistência dos seus postos de trabalho.

Sinopse:
O filme, lançado em 2017, retrata a história de um grupo de operários que tenta salvaguardar os seus postos de trabalho e evitar o encerramento de uma fábrica através de um sistema de autogestão colectiva.
Quando se apercebem que a administração está a roubar máquinas e matérias-primas, os trabalhadores decidem organizar-se para impedir o deslocamento da produção.
Como forma de retaliação, enquanto decorrem as negociações para os despedimentos, os patrões obrigam-nos a permanecer nos seus postos, sem nada que fazer.

-------------------------------------------------------------

REALIZADOR Pedro Pinho
ARGUMENTO Pedro Pinho, Luisa Homem, Leonor Noivo, Tiago Hespanha
DIRECÇÃO DE FOTOGRAFIA Vasco Viana
MONTAGEM Cláudia..

Faixa #4 do álbum "Cultuga Nacional" lançado em 2005

www.soundcloud.com/kooltuga
www.kooltuga.bandcamp.com
www.facebook.com/kooltuga
www.instagram.com/kooltuga

Kooltuga é um produtor que vem de Anadia/Aveiro, é conhecido e reconhecido pelo uso incansável de samples de música portuguesa e é, sem sombra para dúvida, um dos mais talentosos e promissores beat-makers da actualidade. Com uma sonoridade hip-hop marcadamente instrumental e em samplagem contínua, Kooltuga continua a carregar consigo e com a sua música uma original carga cultural, não raras vezes identidade e irreverência de uma imagem bem nacional. Enredado na sua paixão de sempre, a samplagem, Kooltuga respira cultura e oferece-nos uma nostalgia surpreendente a cada momento, a cada beat e principalmente a cada sample.

Tem sido presença assídua desde 2005, altura em que lança o seu primeiro trabalho intitulado ”Cultuga Nacional”. Segue-se em 2006 ”Kooltugal” e encerra o ciclo um ano depois com ”A Luta Continuga”. Em 2008 compila uma espécie de best-of em jeito de retrospectiva, intitulado ”Retro-Espectativa-O Pior do Melhor”, que faz um apanhado das melhores faixas kooltuguesas bem como alguns novos temas.
Em 2010, lança o álbum "Fresco", talvez o mais ambicioso e reconhecido até a data. Em 2011 completa o ciclo com um albúm de recolhas do 'baú', chamado "Discos Perdidos" e assim se completam os 6 primeiros anos.

Cada novo trabalho é uma nova e apaixonante viagem pela história da música portuguesa – trocando o passado com o presente, sempre com olhos postos no futuro.

Ouvem-se as melodias sofridas das guitarras portuguesas e o saudosismo de quem canta com uma alma tão nossa. Juntam-se os declamadores da poética razão aos defensores da liberdade de expressão.
Cheira-se as sardinhas assar na brasa e ouvem-se o bater dos copos em mais um brinde. Kooltuga apresenta-nos tudo isto… não fosse toda a sua música uma celebração “à portuguesa”…

Faixa #6 do álbum "Cultuga Nacional" lançado em 2005

www.soundcloud.com/kooltuga
www.kooltuga.bandcamp.com
www.facebook.com/kooltuga
www.instagram.com/kooltuga

Kooltuga é um produtor que vem de Anadia/Aveiro, é conhecido e reconhecido pelo uso incansável de samples de música portuguesa e é, sem sombra para dúvida, um dos mais talentosos e promissores beat-makers da actualidade. Com uma sonoridade hip-hop marcadamente instrumental e em samplagem contínua, Kooltuga continua a carregar consigo e com a sua música uma original carga cultural, não raras vezes identidade e irreverência de uma imagem bem nacional. Enredado na sua paixão de sempre, a samplagem, Kooltuga respira cultura e oferece-nos uma nostalgia surpreendente a cada momento, a cada beat e principalmente a cada sample.

Tem sido presença assídua desde 2005, altura em que lança o seu primeiro trabalho intitulado ”Cultuga Nacional”. Segue-se em 2006 ”Kooltugal” e encerra o ciclo um ano depois com ”A Luta Continuga”. Em 2008 compila uma espécie de best-of em jeito de retrospectiva, intitulado ”Retro-Espectativa-O Pior do Melhor”, que faz um apanhado das melhores faixas kooltuguesas bem como alguns novos temas.
Em 2010, lança o álbum "Fresco", talvez o mais ambicioso e reconhecido até a data. Em 2011 completa o ciclo com um albúm de recolhas do 'baú', chamado "Discos Perdidos" e assim se completam os 6 primeiros anos.

Cada novo trabalho é uma nova e apaixonante viagem pela história da música portuguesa – trocando o passado com o presente, sempre com olhos postos no futuro.

Ouvem-se as melodias sofridas das guitarras portuguesas e o saudosismo de quem canta com uma alma tão nossa. Juntam-se os declamadores da poética razão aos defensores da liberdade de expressão.
Cheira-se as sardinhas assar na brasa e ouvem-se o bater dos copos em mais um brinde. Kooltuga apresenta-nos tudo isto… não fosse toda a sua música uma celebração “à portuguesa”…

Faixa #2 do álbum "Cultuga Nacional" lançado em 2005

www.soundcloud.com/kooltuga
www.kooltuga.bandcamp.com
www.facebook.com/kooltuga
www.instagram.com/kooltuga

Kooltuga é um produtor que vem de Anadia/Aveiro, é conhecido e reconhecido pelo uso incansável de samples de música portuguesa e é, sem sombra para dúvida, um dos mais talentosos e promissores beat-makers da actualidade. Com uma sonoridade hip-hop marcadamente instrumental e em samplagem contínua, Kooltuga continua a carregar consigo e com a sua música uma original carga cultural, não raras vezes identidade e irreverência de uma imagem bem nacional. Enredado na sua paixão de sempre, a samplagem, Kooltuga respira cultura e oferece-nos uma nostalgia surpreendente a cada momento, a cada beat e principalmente a cada sample.

Tem sido presença assídua desde 2005, altura em que lança o seu primeiro trabalho intitulado ”Cultuga Nacional”. Segue-se em 2006 ”Kooltugal” e encerra o ciclo um ano depois com ”A Luta Continuga”. Em 2008 compila uma espécie de best-of em jeito de retrospectiva, intitulado ”Retro-Espectativa-O Pior do Melhor”, que faz um apanhado das melhores faixas kooltuguesas bem como alguns novos temas.
Em 2010, lança o álbum "Fresco", talvez o mais ambicioso e reconhecido até a data. Em 2011 completa o ciclo com um albúm de recolhas do 'baú', chamado "Discos Perdidos" e assim se completam os 6 primeiros anos.

Cada novo trabalho é uma nova e apaixonante viagem pela história da música portuguesa – trocando o passado com o presente, sempre com olhos postos no futuro.

Ouvem-se as melodias sofridas das guitarras portuguesas e o saudosismo de quem canta com uma alma tão nossa. Juntam-se os declamadores da poética razão aos defensores da liberdade de expressão.
Cheira-se as sardinhas assar na brasa e ouvem-se o bater dos copos em mais um brinde. Kooltuga apresenta-nos tudo isto… não fosse toda a sua música uma celebração “à portuguesa”…

Faixa #8 do álbum "Cultuga Nacional" lançado em 2005

www.soundcloud.com/kooltuga
www.kooltuga.bandcamp.com
www.facebook.com/kooltuga
www.instagram.com/kooltuga

Kooltuga é um produtor que vem de Anadia/Aveiro, é conhecido e reconhecido pelo uso incansável de samples de música portuguesa e é, sem sombra para dúvida, um dos mais talentosos e promissores beat-makers da actualidade. Com uma sonoridade hip-hop marcadamente instrumental e em samplagem contínua, Kooltuga continua a carregar consigo e com a sua música uma original carga cultural, não raras vezes identidade e irreverência de uma imagem bem nacional. Enredado na sua paixão de sempre, a samplagem, Kooltuga respira cultura e oferece-nos uma nostalgia surpreendente a cada momento, a cada beat e principalmente a cada sample.

Tem sido presença assídua desde 2005, altura em que lança o seu primeiro trabalho intitulado ”Cultuga Nacional”. Segue-se em 2006 ”Kooltugal” e encerra o ciclo um ano depois com ”A Luta Continuga”. Em 2008 compila uma espécie de best-of em jeito de retrospectiva, intitulado ”Retro-Espectativa-O Pior do Melhor”, que faz um apanhado das melhores faixas kooltuguesas bem como alguns novos temas.
Em 2010, lança o álbum "Fresco", talvez o mais ambicioso e reconhecido até a data. Em 2011 completa o ciclo com um albúm de recolhas do 'baú', chamado "Discos Perdidos" e assim se completam os 6 primeiros anos.

Cada novo trabalho é uma nova e apaixonante viagem pela história da música portuguesa – trocando o passado com o presente, sempre com olhos postos no futuro.

Ouvem-se as melodias sofridas das guitarras portuguesas e o saudosismo de quem canta com uma alma tão nossa. Juntam-se os declamadores da poética razão aos defensores da liberdade de expressão.
Cheira-se as sardinhas assar na brasa e ouvem-se o bater dos copos em mais um brinde. Kooltuga apresenta-nos tudo isto… não fosse toda a sua música uma celebração “à portuguesa”…

Faixa #7 do álbum "Cultuga Nacional" lançado em 2005

www.soundcloud.com/kooltuga
www.kooltuga.bandcamp.com
www.facebook.com/kooltuga
www.instagram.com/kooltuga

Kooltuga é um produtor que vem de Anadia/Aveiro, é conhecido e reconhecido pelo uso incansável de samples de música portuguesa e é, sem sombra para dúvida, um dos mais talentosos e promissores beat-makers da actualidade. Com uma sonoridade hip-hop marcadamente instrumental e em samplagem contínua, Kooltuga continua a carregar consigo e com a sua música uma original carga cultural, não raras vezes identidade e irreverência de uma imagem bem nacional. Enredado na sua paixão de sempre, a samplagem, Kooltuga respira cultura e oferece-nos uma nostalgia surpreendente a cada momento, a cada beat e principalmente a cada sample.

Tem sido presença assídua desde 2005, altura em que lança o seu primeiro trabalho intitulado ”Cultuga Nacional”. Segue-se em 2006 ”Kooltugal” e encerra o ciclo um ano depois com ”A Luta Continuga”. Em 2008 compila uma espécie de best-of em jeito de retrospectiva, intitulado ”Retro-Espectativa-O Pior do Melhor”, que faz um apanhado das melhores faixas kooltuguesas bem como alguns novos temas.
Em 2010, lança o álbum "Fresco", talvez o mais ambicioso e reconhecido até a data. Em 2011 completa o ciclo com um albúm de recolhas do 'baú', chamado "Discos Perdidos" e assim se completam os 6 primeiros anos.

Cada novo trabalho é uma nova e apaixonante viagem pela história da música portuguesa – trocando o passado com o presente, sempre com olhos postos no futuro.

Ouvem-se as melodias sofridas das guitarras portuguesas e o saudosismo de quem canta com uma alma tão nossa. Juntam-se os declamadores da poética razão aos defensores da liberdade de expressão.
Cheira-se as sardinhas assar na brasa e ouvem-se o bater dos copos em mais um brinde. Kooltuga apresenta-nos tudo isto… não fosse toda a sua música uma celebração “à portuguesa”…

Faixa #1 do álbum "Cultuga Nacional" lançado em 2005

www.soundcloud.com/kooltuga
www.kooltuga.bandcamp.com
www.facebook.com/kooltuga
www.instagram.com/kooltuga

Kooltuga é um produtor que vem de Anadia/Aveiro, é conhecido e reconhecido pelo uso incansável de samples de música portuguesa e é, sem sombra para dúvida, um dos mais talentosos e promissores beat-makers da actualidade. Com uma sonoridade hip-hop marcadamente instrumental e em samplagem contínua, Kooltuga continua a carregar consigo e com a sua música uma original carga cultural, não raras vezes identidade e irreverência de uma imagem bem nacional. Enredado na sua paixão de sempre, a samplagem, Kooltuga respira cultura e oferece-nos uma nostalgia surpreendente a cada momento, a cada beat e principalmente a cada sample.

Tem sido presença assídua desde 2005, altura em que lança o seu primeiro trabalho intitulado ”Cultuga Nacional”. Segue-se em 2006 ”Kooltugal” e encerra o ciclo um ano depois com ”A Luta Continuga”. Em 2008 compila uma espécie de best-of em jeito de retrospectiva, intitulado ”Retro-Espectativa-O Pior do Melhor”, que faz um apanhado das melhores faixas kooltuguesas bem como alguns novos temas.
Em 2010, lança o álbum "Fresco", talvez o mais ambicioso e reconhecido até a data. Em 2011 completa o ciclo com um albúm de recolhas do 'baú', chamado "Discos Perdidos" e assim se completam os 6 primeiros anos.

Cada novo trabalho é uma nova e apaixonante viagem pela história da música portuguesa – trocando o passado com o presente, sempre com olhos postos no futuro.

Ouvem-se as melodias sofridas das guitarras portuguesas e o saudosismo de quem canta com uma alma tão nossa. Juntam-se os declamadores da poética razão aos defensores da liberdade de expressão.
Cheira-se as sardinhas assar na brasa e ouvem-se o bater dos copos em mais um brinde. Kooltuga apresenta-nos tudo isto… não fosse toda a sua música uma celebração “à portuguesa”…

Faixa #5 do álbum "Cultuga Nacional" lançado em 2005

www.soundcloud.com/kooltuga
www.kooltuga.bandcamp.com
www.facebook.com/kooltuga
www.instagram.com/kooltuga

Kooltuga é um produtor que vem de Anadia/Aveiro, é conhecido e reconhecido pelo uso incansável de samples de música portuguesa e é, sem sombra para dúvida, um dos mais talentosos e promissores beat-makers da actualidade. Com uma sonoridade hip-hop marcadamente instrumental e em samplagem contínua, Kooltuga continua a carregar consigo e com a sua música uma original carga cultural, não raras vezes identidade e irreverência de uma imagem bem nacional. Enredado na sua paixão de sempre, a samplagem, Kooltuga respira cultura e oferece-nos uma nostalgia surpreendente a cada momento, a cada beat e principalmente a cada sample.

Tem sido presença assídua desde 2005, altura em que lança o seu primeiro trabalho intitulado ”Cultuga Nacional”. Segue-se em 2006 ”Kooltugal” e encerra o ciclo um ano depois com ”A Luta Continuga”. Em 2008 compila uma espécie de best-of em jeito de retrospectiva, intitulado ”Retro-Espectativa-O Pior do Melhor”, que faz um apanhado das melhores faixas kooltuguesas bem como alguns novos temas.
Em 2010, lança o álbum "Fresco", talvez o mais ambicioso e reconhecido até a data. Em 2011 completa o ciclo com um albúm de recolhas do 'baú', chamado "Discos Perdidos" e assim se completam os 6 primeiros anos.

Cada novo trabalho é uma nova e apaixonante viagem pela história da música portuguesa – trocando o passado com o presente, sempre com olhos postos no futuro.

Ouvem-se as melodias sofridas das guitarras portuguesas e o saudosismo de quem canta com uma alma tão nossa. Juntam-se os declamadores da poética razão aos defensores da liberdade de expressão.
Cheira-se as sardinhas assar na brasa e ouvem-se o bater dos copos em mais um brinde. Kooltuga apresenta-nos tudo isto… não fosse toda a sua música uma celebração “à portuguesa”…

Faixa #3 do álbum "Cultuga Nacional" lançado em 2005

www.soundcloud.com/kooltuga
www.kooltuga.bandcamp.com
www.facebook.com/kooltuga
www.instagram.com/kooltuga

Kooltuga é um produtor que vem de Anadia/Aveiro, é conhecido e reconhecido pelo uso incansável de samples de música portuguesa e é, sem sombra para dúvida, um dos mais talentosos e promissores beat-makers da actualidade. Com uma sonoridade hip-hop marcadamente instrumental e em samplagem contínua, Kooltuga continua a carregar consigo e com a sua música uma original carga cultural, não raras vezes identidade e irreverência de uma imagem bem nacional. Enredado na sua paixão de sempre, a samplagem, Kooltuga respira cultura e oferece-nos uma nostalgia surpreendente a cada momento, a cada beat e principalmente a cada sample.

Tem sido presença assídua desde 2005, altura em que lança o seu primeiro trabalho intitulado ”Cultuga Nacional”. Segue-se em 2006 ”Kooltugal” e encerra o ciclo um ano depois com ”A Luta Continuga”. Em 2008 compila uma espécie de best-of em jeito de retrospectiva, intitulado ”Retro-Espectativa-O Pior do Melhor”, que faz um apanhado das melhores faixas kooltuguesas bem como alguns novos temas.
Em 2010, lança o álbum "Fresco", talvez o mais ambicioso e reconhecido até a data. Em 2011 completa o ciclo com um albúm de recolhas do 'baú', chamado "Discos Perdidos" e assim se completam os 6 primeiros anos.

Cada novo trabalho é uma nova e apaixonante viagem pela história da música portuguesa – trocando o passado com o presente, sempre com olhos postos no futuro.

Ouvem-se as melodias sofridas das guitarras portuguesas e o saudosismo de quem canta com uma alma tão nossa. Juntam-se os declamadores da poética razão aos defensores da liberdade de expressão.
Cheira-se as sardinhas assar na brasa e ouvem-se o bater dos copos em mais um brinde. Kooltuga apresenta-nos tudo isto… não fosse toda a sua música uma celebração “à portuguesa”…

SAM THE KID X RESISTENCIA X KOOLTUGA

Instrumental: Kooltuga
www.facebook.com/kooltuga
Download: https://soundcloud.com/kooltuga/

Apresento-vos a minha remistura para o novo tema do Sam The Kid, "Sendo Assim". E, sendo assim, aventurei-me a juntar uns samples da música "Liberdade" dos Resistência, às rimas desenfreadas do nosso poeta maior...
Mechelas, mais Mexido :)

Props: TVCHELAS
(créditos mantidos)

VOZ E LETRA: SAM THE KID
INSTRUMENTAL: KOOLTUGA
GRAVADO NO COVIL DO DRAGÃO POR FRED FERREIRA
INPUT, MISTURA E MASTERIZAÇÃO POR HERE´S JOHNNY AT SUPERBAD
GRAFISMO: ATSOK

VÍDEO POR MADEINLX
https://www.madeinlx.com
https://www.instagram.com/madeinlx

Agradecimentos: Napoleão Mira , Hugo Domingos e a equipa da emotion.

SAM THE KID:
https://www.instagram.com/mechelas/
https://www.facebook.com/samthekidchelas/

FAIXA INCLUÍDA NO ÁLBUM "MECHELAS" QUE PODE SER ADQUIRIDO EM FORMATO FÍSICO NESTE LINK:
http://loja.tvchelas.com/produto/cd-m...

LETRA:

HÁ UM SILÊNCIO QUE AINDA ME ENSURDECE
UMA INCERTEZA NA PERTENÇA, OU PARA TI SOU GUEST?
TÁ TUDO INVERSO E O MUNDO DIVERTE-SE ,É UM DISSABOR
COMO NUNCA HOUVESSE QUEM VISSE O VERSO E OUVISSE A COR
OUVE ESSE AMOR E ESSA DOR A CEDER
EU NÃO SOU AMEAÇADOR, O MEU SABOR É SABER
O QUE FAÇO NÃO É BÁSICO, DOU O MÁXIMO POR UM CLÁSSICO
NÃO É FÁCIL, CADA FRASE, CADA TRAÇO NO MEU A5
MARVILA É VIDA, É A VINHA QUE EU ENGARRAFO
TOU NA MINHA E EU NUNCA SIGO A MESMA LINHA, EU PARAGRAFO.
TENHO SEDE NA CABEÇA E A CABEÇA NO DEDO
MAS QUANDO SONHO TENHO MEDO QUE ADORMEÇA NA REDE
HÁ SUOR EM CADA PORO, ORGANIZO O QUE EU DECORO
INDECISO QUE EU DESLIZE E É POR ISSO QUE EU DEMORO
FAÇO ALGO QUE EU ADORO E IGNORO O PRAZER RUIM
EU NÃO QUERO SER O MELHOR EU MELHORO A FAZER DE MIM
NUNCA TIVE UMA AMBIÇÃO COM A ILUSÃO DE UMA ADERÊNCIA
PORQUE TER A PROFISSÃO NÃO É MISSÃO, É CONSEQUÊNCIA
NÃO ME RENDO À INFLUÊNCIA E NA FALÊNCIA EU DIREI
QUE NÃO PRECISO DE UMA VENDA, NÃO SOU DEUSA DO DIREITO
O MEU LIVRO É EXCLUSIVO E É UNIVERSAL
FUI COMPULSIVO NO CURSIVO E NÃO MORRI VASSALO
COM A SONY DIGITAL GANHEI A NOÇÃO DA LENTE
PARA UM DIA SER IMORTAL COMO A NAÇÃO VALENTE
VISÃO FLUENTE E É QUANDO A MENTE ME ELUCIDA
A QUE EU SIGA EM FRENTE E NUNCA RETROCEDA NA SUBIDA
O SEGREDO PARA A (SAÍDA) NÃO É SUBIR ALTITUDES
É QUANDO APONTO O IM(PORTA)NTE, É QUANDO NOMEIO VIRTUDES
A GLÓRIA MORA ONDE EU PERTENÇO E O APREÇO CONDECORA
E EU TOU PRESO A ESTE PESO QUE ME ANCORA
O SOM DESEMPREGOU-ME, A ZONA SUPORTOU-ME
SONDA QUEM AMBICIONA, NINGUÉM SONHA SER MORDOMO
PARA PUTOS RADICAIS NADA É "PHAT" SE É ANTIGO
MAS EU NÃO VOU SER MAIS UM ARQUITECTO SEM ABRIGO
NÃO ENTRO NA MOLEZA E NO QUE A INCERTEZA TRAZ
UM DIA É MUITO TEMPO QUANDO TEM UM TALVEZ ATRÁS

[REFRÃO]
SENDO ASSIM, A CENA SAI SEM PRESSÕES
SINTO O SOM SEM PENSAR EM ACEITAÇÕES
É A TRAJECTÓRIA DE OUTROS CRAQUES DE OUTRAS GERAÇÕES
CONTO ESTÓRIAS ONDE FRACOS TÊM ORAÇÕES
SENDO ASSIM, A CENA SAI SEM PRESSÕES
SINTO O SOM SEM PENSAR EM ACEITAÇÕES
EU QUERIA SUMO, QUERIA ALUNOS COM INFORMAÇÕES
NÃO HÁ DUMBOS, SÓ CARDUMES SEM RECORDAÇÕES

SE A ARTE É ALTRUÍSTA,NÃO É O QUE EU VI NO TOPO
PORQUE O TRONO É EGOÍSTA NADA FILANTROPO
LANCEI ME E NUNCA BAZEI ASSIM QUE SAQUEI O DOBRO
ESTOU GRATO PELO PASSEIO, EU ZIGUEZAGUEIO O GLOBO
E GUARDO NOTAS DE ROTAS POLIGLOTAS
EM HÓTEIS SÓ MUDA O LENÇOL É VER O SOL E VOLTAS
PARA QUÊ FAZER UM ÁLBUM SE ELE DURA MESES
POR VEZES SINTO QUE AINDA ESTAMOS NA MOLDURA PRESOS
NA ERA PURA, COM TODOS NA CULTURA TESOS
QUANDO A VIBE ERA INSEGURA, EU SOU DA ALTURA DESSES
SEM PRAZOS, SEM PREÇOS
SEM MAÇOS, SEM INTERESSES
O PRINCIPIO DO INICIO AINDA MANTÊM SE ILESO
NO MEU OFICIO O QUE É DIFÍCIL É MANTER SILÊNCIO
AGORA HÁ MUITA COINCIDÊNCIA PARA SER COINCIDENTE
FOI TUDO UM ACIDENTE, E NÃO HÁ UM ESCLARECIMENTO
NO TEMPO EM QUE ERAM SÓ MAQUETAS, OS RAPPERS ERAM AUTORES
CANTORES ERAM POETAS E POETAS ERAM PINTORES
EU SOUBE O QUE É CORAGEM QUANDO A LUZ ERA UMA RÉSTIA
EU SEI QUE HÁ UMA MIRAGEM NA INDÚSTRIA DA MODÉSTIA
EU VIM DA ARTE DA RIMA SÉRIA , QUANDO O CLIMA ERA INTENSO
UMA ERA LINDA QUANDO AINDA NINGUÉM RIA POR EXTENSO
E HOJE EM DIA , NÃO HÁ SABEDORIA, SEM NOÇÃO, SEM SENSO
E A MAIORIA SÃO UMA DIVERSÃO CIRCENSE
EU OIÇO MANOS VETERANOS E TU QUANTOS SENTES
NA LIFE DE MC SEM REMANESCENTES
QUE AINDA RIMAM E FAZEM TRABALHOS CONSISTENTES
E NUNCA FICAM À ESPERA QUE UM DIA TU SUSTENTES
VI SONHOS DIVINAIS ,
VI MIL DESILUSÕES QUE TRAZEM MUITOS AFINAIS
O ASSÉDIO NÃO ME EMBALA E EU NA CALMA NEM RESPONDO
A UM ARMAZÉM QUE ESCONDE ALMAS EM DESCONTO
PREFIRO FAZER TRIPS INVULGARES NO MEU KITT DE CINCO LUGARES
VOU PARA LONGE NÃO ME FIXO EM VER CLICKS E POLEGARES
E EU SÓ DIGO OBRIGADO , POR VIVER COM AGRADO
POR TER UMA VIDA ASSIM, E NÃO ASSIM²

[REFRÃO]

Apresento-vos a minha remistura para o novo tema do Sam The Kid, "Sendo Assim".

E, sendo assim, aventurei-me a juntar uns samples da música "Liberdade" dos Resistência, às rimas desenfreadas do nosso poeta maior...
Mechelas, mais Mexido :)

SAM THE KID X RESISTENCIA X KOOLTUGA

Sam The Kid - Sendo Assim (Kooltuga Remix)

VOZ E LETRA POR SAM THE KID
PRODUÇÃO POR KOOLTUGA
GRAVADO NO COVIL DO DRAGÃO POR FRED FERREIRA
INPUT, MISTURA E MASTERIZAÇÃO POR HERE´S JOHNNY AT SUPERBAD
GRAFISMO: ATSOK

VÍDEO POR MADEINLX
https://www.madeinlx.com
https://www.instagram.com/madeinlx

Agradecimentos: Napoleão Mira , Hugo Domingos e a equipa da emotion.

FAIXA INCLUÍDA NO ÁLBUM "MECHELAS" QUE PODE SER ADQUIRIDO EM FORMATO FÍSICO NESTE LINK:
http://loja.tvchelas.com/produto/cd-m...

https://www.instagram.com/mechelas/

LETRA:

HÁ UM SILÊNCIO QUE AINDA ME ENSURDECE
UMA INCERTEZA NA PERTENÇA, OU PARA TI SOU GUEST?
TÁ TUDO INVERSO E O MUNDO DIVERTE-SE ,É UM DISSABOR
COMO NUNCA HOUVESSE QUEM VISSE O VERSO E OUVISSE A COR
OUVE ESSE AMOR E ESSA DOR A CEDER
EU NÃO SOU AMEAÇADOR, O MEU SABOR É SABER
O QUE FAÇO NÃO É BÁSICO, DOU O MÁXIMO POR UM CLÁSSICO
NÃO É FÁCIL, CADA FRASE, CADA TRAÇO NO MEU A5
MARVILA É VIDA, É A VINHA QUE EU ENGARRAFO
TOU NA MINHA E EU NUNCA SIGO A MESMA LINHA, EU PARAGRAFO.
TENHO SEDE NA CABEÇA E A CABEÇA NO DEDO
MAS QUANDO SONHO TENHO MEDO QUE ADORMEÇA NA REDE
HÁ SUOR EM CADA PORO, ORGANIZO O QUE EU DECORO
INDECISO QUE EU DESLIZE E É POR ISSO QUE EU DEMORO
FAÇO ALGO QUE EU ADORO E IGNORO O PRAZER RUIM
EU NÃO QUERO SER O MELHOR EU MELHORO A FAZER DE MIM
NUNCA TIVE UMA AMBIÇÃO COM A ILUSÃO DE UMA ADERÊNCIA
PORQUE TER A PROFISSÃO NÃO É MISSÃO, É CONSEQUÊNCIA
NÃO ME RENDO À INFLUÊNCIA E NA FALÊNCIA EU DIREI
QUE NÃO PRECISO DE UMA VENDA, NÃO SOU DEUSA DO DIREITO
O MEU LIVRO É EXCLUSIVO E É UNIVERSAL
FUI COMPULSIVO NO CURSIVO E NÃO MORRI VASSALO
COM A SONY DIGITAL GANHEI A NOÇÃO DA LENTE
PARA UM DIA SER IMORTAL COMO A NAÇÃO VALENTE
VISÃO FLUENTE E É QUANDO A MENTE ME EL..

PHOENIX RDC X RODRIGO LEÃO X MÁRIO VIEGAS X KOOLTUGA

LETRA: PHOENIX RDC
INSTRUMENTAL: KOOLTUGA
GRAVADO NOS ESTÚDIOS BOOTLEG
INPUT, MISTURA E MASTERIZAÇÃO POR HERE´S JOHNNY AT SUPERBAD STUDIOS
GRAFISMO(THUMBNAIL): ATSOK

Video, Imagem e Realização: Blue Moon Visuals

LETRA:
A arte nasceu em New York, depois da era do chicote
Dotes não faltavam em Bronx
O luxo encandeava a geração Mega extravagante
Miséria estava num ponto deveras degradante
Da turbulência nasce a essência do funk
Kool Herc em 73 criou a festa de Hip-Hop
Mas só tocava clássicos que não tocavam em rádios e botes
B-boys davam toques nos ecos do Coke La Rock
Ao ritmo de James Brown e Dennis Coffey
Não faltava a dope que punha a party hot
O clima desbloqueava as mais excitadas do point
Não é de agora que essas bitches são arrastadas na noite
Mas nem tudo era fixe havia beefs
Bambaataa (Afrika Bambaataa) uniu gangues, abriu mentes mais difíceis
Latinos e afros juntos criaram coisas incríveis
E deram o nome de Hip-Hop a esta merda bué da fixe
Master Flash (Grandmaster Flash) descontente, a mente processava a mil
Inteligente pôs a mão na massa tocou no vinil
Mixava em tempo real, o scratch veio com ele
Se houvesse views ganhava o mérito que nunca viu
Mas inspirou o primo e o resto da companhia
Locutores de rádio inspiravam na poesia
Hollywood primeiro rapper junta o beat à rima
Hip-Hop esta em construção Nova York é a oficina
Em 78 Furious Five era uma mina
Mas os Cold Crush (The Cold Crush Brothers) numa battle ficaram por cima
Sugarhill (Sugarhill Gang) tiraram o Hip-Hop atrás da cortina
Roubaram as rimas do Caz (Grandmaster Caz) por causa de fama e grana
Mas foi o single mais vendido embora crime
Falavam lixo mas levaram o Hip-Hop ao mainstream
Run dMc explodiu o people aderiu
Mudaram o swag para uma moda mais chill
Quem não tivesse adidas estava fora dela
O Swag extravagante com o tempo perdeu a guerra
O griff street wear agora impera
Já não fazia sentido ter mais brilho que uma estrela
Master flash ..

FERRY X SAM THE KID X ONDA CHOC X KOOLTUGA

Instrumental: Kooltuga
www.facebook.com/kooltuga
Download: https://soundcloud.com/kooltuga/

A minha remistura para o tema do 'Ferry - O Rei do Bairro', que aqui conta com um sample duma música dos Onda Choc, apropriadamente chamada 'Ele é o Rei' :)

Props: TVCHELAS
(créditos mantidos)

LETRA: FERRY
MÚSICA: KOOLTUGA
GRAVADO NO COVIL DO DRAGÃO POR FRED FERREIRA
INPUT, MISTURA E MASTERIZAÇÃO POR HERE´S JOHNNY AT SUPERBAD
GRAFISMO POR ATSOK
VÍDEO POR MACHINE

FERRY:
Instagram: www.instagram.com/ferryrbl
Facebook: www.facebook.com/ferryrblrap

MACHINE:
Instagram: www.instagram.com/machine_filmes_rbl
Facebook: www.facebook.com/pedrodinizmachine
E-Mail: [email protected]

BLASPH X PEDRO BARROSO X KOOLTUGA

Instrumental: Kooltuga
www.facebook.com/kooltuga
Download: https://soundcloud.com/kooltuga/

A minha remistura para o tema do 'Blasph - Ondulação', que aqui conta com um sample duma música de Pedro Barroso, apropriadamente chamada Cercaram-me as Ondas :)

Props: TVCHELAS
(créditos mantidos)

LETRA: BLASPH
MÚSICA: SAM THE KID
SCRATCH: DJ KRONIC
GRAVADO NO COVIL DO DRAGÃO POR FRED FERREIRA
INPUT, MISTURA E MASTERIZAÇÃO POR HERE´S JOHNNY AT SUPERBAD
GRAFISMO: ATSOK

LANCELOT X SHEGUNDO GALARZA X MÁRIO VIEGAS X KOOLTUGA

Instrumental: Kooltuga
www.facebook.com/kooltuga
Download: https://soundcloud.com/kooltuga/

A minha remistura para o tema do 'Lancelot - Flecha dos Elfos', que aqui conta com um sample duma música de Shegundo Galarza, apropriadamente chamada Liberdade :)

'Porque ele é...
Liberdade em movimento...'

Props: TVCHELAS
(créditos mantidos)

LETRA:LANCELOT
SCRATCH: DJ MADDRUGA
GRAVADO NO COVIL DO DRAGÃO POR FRED FERREIRA
INPUT, MISTURA E MASTERIZAÇÃO POR HERE´S JOHNNY AT SUPERBAD

Video-Clip Directed by: João Alcobia
Captação de Imagem / Edição & Pós-Produção: João Alcobia

GRAFISMO: ATSOK

BOSS AC X RUI UNAS X KOOLTUGA

Letra e Música/Lyrics and Music: AC Firmino
Produção/Production: AC Firmino
Gravação e Mistura/Recording and Mixing: AC no/at SPOT
Masterização/Mastering: Matrix Audio Studio

VIDEO
Realizador/Director: Chikolaev
Editor: Chikolaev
Produtores/Producers: Chikolaev e AC Firmino
Conceito/Concept: AC Firmino

LETRA/LYRICS
Se não queres ajudar, então não atrapalhes
Pequenos detalhes
Tantos anos de carreira, de nada vale
Bate na rocha é flop, bate certo é comercial
Afinal? Que queres que faça?
Cada passo que dou, prevês desgraça,
Queres que me envergonhe de ser pago para trabalhar?
Vergonha é deixar de ser quem sou pa' te agradar
Mas eu desejo-te sucesso
Saúde e progresso
Não me interessa se não te interesso
Cada vez que me matas eu regresso
Qual fénix, barata em guerra nuclear
Nove vidas sou gato hei de sempre voltar
Eu sei coisas que o Google não sabe
Niggas querem beef, eu dou-lhes kebab
Não cabe a má vibe, não há espaço
Mão amiga eu encontro no fim do meu braço
É louro prensado lá em Santa Justa
Ma' não sou camone, isto n'é Rua Augusta
Pestana aberta desd'o “Baza Baza”
Sou telescópio da NASA
Danosa, nefasta, se a vibe é nociva
Se não for construtiva, não gastes saliva
Ya, se não for construtiva, não gastes saliva
Não gastes saliva

Nigga, nigga, queque foi?
Tás com dodói boy? Diz o queque foi?
Faz lá queixinhas
Onde é que dói?
Não chores mais boy! Diz o queque foi? (2x)

Queque Foi ? Queque Foi?
Queque Foi? Queque Foi

Queres que dê a única coisa que tenho para vender?
Desculpa querer ter um tecto e comida para comer
Falas mas noventa por cento do job não vês
É que eu trabalho sem horários e não há fim do mês
Quando falta o cacau ligo à Ferrero?
Carpe diem quam minimum credula postero?
Mas o que digo é latim
Até podia ser mandarim
Não inventem defeitos
Vocês nunca 'tão satisfeitos
Se não é da calça é do cú
Nem old nem new, a minha escola é true
O que fiz pouco importa, importa o agora
Descasco a cebola e és tu quem chora?
Escrevo, comp..

GROGNATION X HERMAN JOSÉ X CLÃ X MIND DA GAP X KOOLTUGA

Instrumental: Kooltuga
www.facebook.com/kooltuga
Download: https://soundcloud.com/kooltuga/grognation-o-tal-canal-kooltuga-remix

Props: TVCHELAS
(créditos mantidos)
LETRA E VOZES: GROGNATION
VÍDEO REALIZADO E EDITADO POR PEDRO ESPERANÇA
VOZES GRAVADAS NOS ESTÚDIOS GROGNATION
INPUT, MISTURA E MASTERIZAÇÃO POR HERE´S JOHNNY AT SUPERBAD
GRAFISMO: ATSOK

KARLON X CARMINHO X KOOLTUGA

Instrumental: Kooltuga
www.facebook.com/kooltuga
Download: https://soundcloud.com/kooltuga/

Props: TVCHELAS
(créditos mantidos)
LETRA: KARLON
VOZ ADICIONAL: NEUZA MAOCHA
GRAVADO NO KREDUSTUDIOS
MISTURA E MASTERIZAÇÃO POR HERE´S JOHNNY AT SUPERBAD

VÍDEO :
REALIZADO E EDITADO POR PEDRO ESPERANÇA
ACTRIZ: MÓNICA MAOCHA

GRAFISMO:
ATSOK

NAMELESS X MARIO VIEGAS X KOOLTUGA

Instrumental: Kooltuga
www.facebook.com/kooltuga
Download: https://soundcloud.com/kooltuga

Props: TVCHELAS
(créditos mantidos)
VÍDEO/REALIZAÇÃO: SAMIR/LX.CONNCT
LETRA: NAMELESS
PRODUZIDO PRO SAM THE KID
GRAVADO NO COVIL DO DRAGÃO POR FRED
MISTURA E MASTERIZAÇÃO POR HERE´S JOHNNY AT SUPERBAD
GRAFISMO: ATSOK

#TVCHELAS

MULECA XIII X MARIO VIEGAS X KOOLTUGA

Instrumental: Kooltuga
www.facebook.com/kooltuga
Download: https://soundcloud.com/kooltuga
Props: TVCHELAS
(créditos mantidos)
VÍDEO: PEDRO ESPERANÇA

PRODUZIDO POR SAM THE KID
ADDS: HERE´S JOHNNY
TECLAS: JOÃO GOMES

GRAVADO POR FRED NO COVIL DO DRAGÃO
MISTURA E MASTERIZAÇÃO POR HERE´S JOHNNY AT SUPERBAD
GRAFISMO: ATSOK

MAZE X DADDY-O-POP X SIMONE DE OLIVEIRA X ARY DOS SANTOS X KOOLTUGA

Instrumental: Kooltuga
www.facebook.com/kooltuga
Download: https://soundcloud.com/kooltuga/bispo-necessidade-kooltuga-remix

Props: TVCHELAS
(créditos mantidos)
Realizado: Supplying Creative
Filmado: Gerssis David & Cheezy Ramalho
Edição: Cheezy Ramalho
Iluminação: Tiago Marques

Letra: Maze & Daddy-o-pop
Música: Sam the kid
Gravado no Covil do Dragão por Fred
Mistura e Masterização por Here´s Johnny at Superbad
Grafismo:ATSOK

BISPO X ARY DOS SANTOS X KOOLTUGA

Instrumental: Kooltuga
www.facebook.com/kooltuga
Download: https://soundcloud.com/kooltuga/bispo-necessidade-kooltuga-remix

Props: TVCHELAS
(créditos mantidos)
LETRA: BISPO
PRODUZIDO POR SAM THE KID, ADDS POR HERE´S JOHNNY
GRAVADO NOS ESTÚDIOS BIG BIT POR FACTOR
MISTURA E MASTERIZAÇÃO POR HERE´S JOHNNY AT SUPERBAD

VIDEO: UZZY
IMAGEM E EDIÇÃO: UZZY

GRAFISMO:ATSOK

ZUKA X SAM THE KID X KOOLTUGA

Instrumental: Kooltuga
www.facebook.com/kooltuga
Download: www.soundcloud.com/kooltuga/zuka-na-fita-kooltuga-remix

Props: TVCHELAS
(créditos mantidos)
LETRA: ZUKA
MÚSICA: KOOLTUGA
GRAVADO NO COVIL DE DRAGÃO POR FRED
MISTURA E MASTERIZAÇÃO POR HERE´S JOHNNY AT SUPERBAD

VIDEO:
IMAGEM : STK, FRANCISCO GOMES, PARADA, NECXO
EDIÇÃO: TIAGO CRUZ, FRANCISCO GOMES
FOTO: MIGUEL VAZ
GRAFISMO: ATSOK

ORELHA NEGRA X BOSS AC X ACE X KOOLTUGA

Instrumental: Kooltuga
www.facebook.com/kooltuga
Download: www.soundcloud.com/kooltuga/orelha-negra-parte-de-mim-kooltuga-bootleg

(Créditos Mantidos)
Música: Orelha Negra
Gravado em 2016 na Meifumado, Ia e Nascer do Som
Gravado por Zé Nando Pimenta, Orelha Negra
Assistido por Ricardo Riquier @ Iá Hugo Santos @ Nascer do Som
Misturado e Masterizado por Zé Nando Pimenta
Contacto: [email protected]

Ficha Técnica:
Realizador: Richard F. Coelho
Director de Fotografia: Leandro Ferrão
Assistente de Imagem: Selma Lopes
Electricista: Fábio Alas
Produção: Richard F. Coelho, Urshi Cardoso
Maquilhagem: Sónia Pessoa
Edição: Richard F. Coelho
Correcção de Cor: David Tutti dos Reis
Pós Produção: Richard F. Coelho | David Tutti dos Reis

Actores: Ace @ Mind da Gap | Boss AC
Motards: David da Silva | João Paiva | Vic Shwantz | Bruno Chagas

Agradecimentos:
Fred Mancellos @ Todos Creative Hub
Fred Miranda @ Todos Creative Hub
Rodrigo Delgado @ Gripman
João Sacadura @ Trix
Sandra Tomé @ Planar
Nuno Lobo @ Box Produções
Rui Miranda @ Trix
Diogo Simões @ Trix
Ernesto “Néné” Bacalhau
Pedro Nóbrega
Carlos “Fofi” Cipriano
Frederico Ferreira
Nuno Gouveia
Patricia Tavares
Ace @ Mind da Gap
Boss AC
Diogo Miguel @ Thumb Media
e a toda a equipa técnica pela dedicação

BOB THE RAGE SENSE X FRANCIS DALE X DUO OURO NEGRO X KOOLTUGA

Instrumental: Kooltuga
www.facebook.com/kooltuga
Download: https://soundcloud.com/kooltuga/bob-da-rage-sense-x-francis-dale-montanhas-kooltuga-remix

Props: TVCHELAS

(créditos mantidos)
Letra: Bob da rage sense
Música: Sam The Kid ,adds por Here´s Johnny
Gravado nos estúdios Big Bit por X-acto
Mistura e masterização por Here´s johnny no estúdio Superbad
Imagem: Francisco Gomes
Grafismo: Atsok

SHOW MORE

Created 3 years, 6 months ago.

36 videos

CategoryMusic

Hip-Hop Instrumental / Música Portuguesa / Saudade