Entrevistados, muçulmanos dizem desejarem matar os homossexuais